• Por conta da pandemia do novo Coronavírus, o número de pessoas que procuram emergências hospitalares para tratar de problemas cardíacos reduziu em todo mundo.

    Um exemplo, a Sociedade de Cardiologia Espanhola observou uma queda 40% nesses atendimentos.

    Mas, convenhamos, o número de pessoas que sofrem de infarto nesse período não reduziu.

    Tenho certeza que, infelizmente, você deve ter ficado sabendo de alguém que teve algum problema grave ou até mesmo morreu por problemas cardíacos nesse período, vítima de infarto.

    O que acontece é que as pessoas ficam com receio de pegar o vírus e acabam não indo para o hospital se os sintomas não forem muito agudos.

    E quando trata-se de problemas cardíacos isso não pode acontecer.

    Os sintomas precoces aparecem em cerca de 50% dos casos e não devem ser ignorados de forma alguma.

    Quais são eles?
    • Dor torácica
    • Falta de ar
    • Náusea, indigestão, azia ou dor abdominal
    • Tontura
    • Suar frio

    Os profissionais da emergência estão altamente capacitados para te diagnosticar e tratar da melhor forma, mesmo em tempos de pandemia.

    Portanto, não tenha receio de procurar ajuda em hospitais e clínicas que oferecem serviço de urgência se suspeitar de problema cardíaco. Ele continua sendo a principal causa de morte no mundo.

    Combinado?

    Deixe um comentário →

Deixe um comentário

Cancel reply