• Sou portador de marcapasso cardíaco: posso ter uma vida normal?

    Por: Dr. André Pacheco
    Cardiologista/Arritmologista clínico

    O tratamento de alguns tipos de arritmias e problemas cardíacos envolve o implante de dispositivos eletrônicos, com marcapassos de diferentes tipos e modelos. O marcapasso permite aos usuários viver mais e com melhor qualidade de vida, mas exige alguns cuidados extras.
    Após o implante do marcapasso é comum surgirem dúvidas: Como fica a vida? Pode andar de avião, usar o celular ou andar de escada rolante?
    Esclareço aqui algumas dúvidas comuns, mas lembro os usuários de que as avaliações periódicas do marcapasso com o especialista são importantes para detectar possíveis problemas. A primeira revisão deve ser realizada geralmente até os primeiros 30 dias após o implante; a seguir as revisões são feitas geralmente de 3 em 3 meses ou de 6 em 6 meses. Mas cada caso pode ter necessidades especiais, que só o seu médico pode indicar.

    1. Eletrodomésticos em geral podem ser utilizados sem restrições, desde que estejam em perfeito estado de funcionamento e devidamente aterrados. O micro-ondas deve ser mantido afastado no mínimo dois metros durante o funcionamento.

    2. Eletro portáteis: Dispositivo de comunicação sem fio (wi-fi, bluetooth e roteadores) devem ser mantidos a distância mínima de 20 cm do local do implante. Telefones celulares e sistemas portáteis de música (MP3/iPod) devem ser mantidos a distância mínima de 15 cm do local do implante, utilizar no ouvido contralateral (lado contrário do marcapasso) e não portar no bolso superior da camisa.

    3) Sistemas de detecção de metal (como de aeroporto, portas giratórias de bancos, por exemplo) devem ser evitados. Todo o portador de marcapasso possui um documento de identificação e tem o direito de entrar por outra porta no banco, onde não haja o equipamento de detector de metais. Sistemas antifurto de lojas são liberados.

    4) O uso de colchão magnético deve ser evitado.
    41b448fa85ead5362078bfb67dc6074e

    5) Choque Elétrico deve ser evitado. Aterrar equipamentos no ambiente domiciliar e no trabalho. O portador de marcapasso não deve consertar equipamentos ligados à rede elétrica e manter distância de cercas elétricas.

    6) Ressonância Magnética: há restrições para a maioria dos modelos de dispositivos, principalmente os mais antigos. Consultar o seu médico a respeito, antes de fazer o exame.

    7) Procedimentos médicos tais como: radioterapia, ablação por radiofrequência, litotripsia, eletroacunputura devem seguir recomendações médicas específicas.

    8) Exercício físico: pergunte ao médico, pois o marcapasso por si só não o impede de exercer atividade física e sim se o portador tiver outra patologia cardíaca limitante que venham associadas às doenças do sistema elétrico. Devem-se evitar grandes esforços com o músculo peitoral onde está implantado o sistema. O implante de marcapasso não restringe a atividade sexual, pergunte ao médico quando está liberado.

    9) Não há problema em usar escadas rolantes e elevadores!
    Lembre de carregar sempre a carteira de marcapasso com a identificação e os contatos do médico responsável.

    referência: www.deca.org.br

    Deixe um comentário →
  • Postado por Jose Manoel Apolinario on 9 de outubro de 2018, 22:22

    obrigado pelas orientação estarei colocando o marca passo dia 16/10/2018

    Reply →
  • Postado por Osvaldo Henrique Hack on 9 de junho de 2019, 17:33

    ótima orientação

    Reply →

Deixe um comentário

Cancel reply